Tudo o que eu fiz pra sair do Brasil pela primeira vez - e perrengues no começo ao chegar na Espanha

Você tem o sonho de conhecer outro país, outra cultura, mas não sabe por onde começar? Não tem idéia de qual o planejamento necessário? Abaixo vou contar minha experiência pessoal, que não é exemplo pra ninguém mas ajuda ver outra pessoa errando e aprender com o erro dos outros né haha


Em 2017, quando decidi sair do Brasil, eu tinha 22 anos, e ainda não tinha sequer o meu passaporte. Eu estava no quarto ano da faculdade, e sair do país era um plano muito distante. Desde então já morei na Espanha, na fronteira alemã/suiça, e hoje moro na Inglaterra, já com os planos de ir para os EUA em breve. Tenho bastante experiência em começar do zero em outros países, sem amigos, ou família lá para ajudar. Sem conhecer a língua inclusive, viu? haha espero que eu possa te dar uma luz nessa jornada. Vou contar apenas como foi a MINHA experiência, há diversas maneiras de se chegar ao mesmo objetivo.




Primeiramente, tirei meu PASSAPORTE, e então começamos a pesquisar sobre a Espanha, pois meu namorado na época (hoje é marido <3) tinha o passaporte EUROPEU (essa info é bem importante, afinal eu iria pegar meu documento através dele). Nas pesquisas vimos que seria super tranquilo, bastaria casar pra dar entrada no MEU documento de estrangeira morando na Espanha. Então fomos em frente com o plano, ele vendeu o carro dele, retirou todo o dinheiro da poupança, eu fui como turista pois nos orientaram assim (ORIENTARAM ERRADO, ERA MELHOR TER CASADO NO BRASIL E IDO CASADO JÁ).


Dica até aqui: tire o passaporte assim que PENSAR em se mudar. E assim que souber pra ONDE vai, dê entrada em visto, ou faça o que tem de fazer para se legalizar no futuro país.

Como turista, eu tive que comprar passagem de ida e volta, reservar um hotel para o período da viagem, fiz seguro de saúde para a viagem, enfim. Fui completamente preparada para a imigração. Eu tinha TUDO que eles poderiam pedir, absolutamente tudo, fruto de uma pesquisa intensa de 5 meses no total, desde a decisão de ir embora até a viagem em si.


Como o idioma é o espanhol, eu achava que não era necessário estudar. Eu "já sabia". Porém desde o momento que pisei na Espanha vi que não sabia nadica de nada 😂 na imigração do aeroporto de Barajas dei sorte, ele apenas pediu meu passaporte pra carimbar, não pediu NADA além disso! Enfim, começa a dificuldade após a imigração, já no aeroporto.


2ª dica: ESTUDE! ESTUDE MUITO! O caminho fica mais fácil sabendo a língua local. Na maioria dos países o inglês afiado já serve, mas na Espanha vá com o Espanhol em dia. Eles não sabem falar inglês, na maioria dos casos.

Saímos do aeroporto, e acabamos descobrindo que nosso hotel era super longe do centro de Madrid, dava pra ir de metrô porém não entendíamos NADAAA desse espanhol deles. Acabamos por pegar um táxi que nos custou a bagatela de 70 euros 😭 (Ou seja, outra informação importante: LEVE DINHEIRO, O MÁXIMO QUE PUDER, POIS VAI GASTAR MUITOOOOO ERRANDO!


Enfim no hotel, bora descansar, aproveitar né? 😍😍 DESCANSAR NADA, TEMOS QUE PROCURAR APARTAMENTO! Só tinhamos 7 dias pra isso. Sem carro. Sem falar a língua. Num hotel no meio do NADA.


Ligavámos para vários anúncios, ninguém nos entendia. A gente não entendia eles. Mas conseguimos agendar um pra ver. UFA! Mas e aí, como vamos levar nossas coisas caso a gente queira ficar?? Foi aí que decidimos alugar um carro. O meu namorado procurou na internet e achou um site que nos cobrou 180 dolares, não lembro para quanto tempo, para retirar no aeroporto.


No outro dia, pedimos informação ao recepcionista do hotel para chegar até o aeroporto, descobrimos que tinha ônibus! Beleza. Fomos até o ponto do onibus, mas era do outro lado de uma rodovia que não tinha passarela não minha gente. Aí tivemos que pular uma cerca de um campo pra conseguir atravessar "ilegalmente" a rodovia 😂 (detalhe que eu tava grávida, sem barriga graças a Deus). Enfim chegamos ao aeroporto...


Não tinha carro nenhum. Era GOLPE! 😭😭😭😭😭 180 dolares jogados fora. E a gente lá, triste no aeroporto sem saber o que fazer. E foi aí, que um conhecido amigo de um amigo, foi um anjo na nossa vida! Quando me perguntam "vocês tiveram ajuda?" eu só lembro dessa família que fez pela gente o que muitos amigos não fariam.


Eles foram nos buscar no aeroporto e nos chamaram pra passar o fim de semana na casa deles, que ia rolar um churrasco de uns brasileiros de Madrid. Além disso, eles foram com a gente buscar nossas coisas no hotel, e nos levaram pra ver o tal apartamento que era 40 minutos de Madrid, conversaram com o dono do apartamento, e conseguimos alugar! Demos um mês de depósito e mais um mês de aluguel adiantado, e pronto, tinhamos onde morar.


Daí pra frente, foram várias confusões e perrengues, primeiro pra comprar um carro, pra tirar o documento do Kauê que já tinha o passaporte espanhol, e como fomos pesquisando lugares melhores pra morar, a gente se mudou bastante dentro da Espanha, eu diria que conhecemos mais da Espanha que muitos espanhóis.


Lista de perrengues que passamos após:

  • Tivemos que comprar o único carro que tinha na nossa cidade de 5 mil habitantes que moravámos. Era um corsinha 1993 duas portas 😂

  • Pra fazer o pré natal, tinha que pegar o único ônibus que levava até o hospital mais próximo, e ele saía as 7h da manhã, e voltava somente as 17h da tarde. Passávamos sempre o dia na rodoviária da cidade onde eu fazia o pré natal haha

  • Vimos apartamentos maiores por quase o mesmo preço, nós moravamos em uma kitnet e íamos ter filho, então precisavamos de algo maior. Nossa pesquisa abrangeu toda a Espanha, então viajamos 3h só pra VER um apartamento que parecia ser bom, gostamos, voltamos pra casa, e nos mudamos no dia seguinte.

  • Depois dessa mudança, íamos finalmente marcar o casamento, que não tivemos tempo nem de pensar nele desde que chegamos, mas ai tivemos que nos mudar de novo porque o Kauê arranjou um clube pra jogar futebol.

  • Aí desistimos de pegar meu documento por casamento, já que eu poderia pegar quando nosso filho nascesse em solo espanhol. Não casamos até o ano passado.


Dicas de ouro:

  1. Leve na mala somente o necessário. Procure saber o que você gosta muito, e que não tem no país que você vai, e leve.

  2. Não leve muitos casacos se for pra um país frio, é melhor comprar um lá, pois os tecidos são diferentes, o que é considerado casaco no brasil aqui é segunda pele kk

  3. Seu passaporte é a sua vida. Cuide dele como você cuidaria de seu filho.

  4. Para as mulheres: leve um kit basico sobrevivencia de manicure e tinta de cabelo caso pinte, pois vai demorar pra você descobrir onde vende essas coisas, e serviços assim são caros.

  5. Faça uma pastinha com todos seus documentos e cuide dela com a sua vida. Separe o que precisa mostrar na imigração e leve na sua mala de mão. Documentos referentes ao Brasil eu sugiro deixar aos cuidados de algum parente próximo de confiança, pois aqui só vai usar no máximo a certidão de nascimento. Se puder, deixe uma procuração pra alguem tomar conta de alguns problemas que podem surgir no Brasil enquanto você está fora.

  6. Tome cuidado com sites não confiáveis, com pessoas estranhas, cuidado com ofertas que são "boas de mais pra ser verdade".


Site para compra de passagens aéreas de confiança e barato:

https://www.kayak.com.br/flights


Site para reservar quartos ou casas completas:

https://www.airbnb.co.uk/c/kauer89?referral_share_id=cb87344c-8d27-443c-9fdf-454323e42349


Espero que tenham gostado desse pequeno conto sobre nossas desventuras em série haha no próximo post sobre o assunto vou postar um pouco sobre a Espanha, curiosidades e etc!





6 visualizações
  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle
  • Pinterest - White Circle
  • Instagram - White Circle